Youtuber é detonado por filmar corpo na ‘floresta do suicídio’ japonesa

O youtuber norte-americano Logan Paul, de 22 anos, foi duramente criticado pela publicação de um vídeo em que exibe uma possível vítima de suicídio no Japão.

Junto com alguns amigos, o rapaz visitou a famosa floresta de Aokigahara, próxima ao monte Fuji. O local é conhecido por dois motivos: ser supostamente assombrada e também chamada de “floresta do suicídio”, já que muitas pessoas tiram a própria vida no local.

Em um determinado momento da tour de 15 minutos pela floresta, que é parte de uma série de turismo sobre o Japão, o grupo de fato encontra o que de fato parece ser um cadáver recém-enforcado. O youtuber tem cerca de 15 milhões de inscritos e pelo menos 6 milhões de visualizações já haviam sido registradas em poucas horas de publicação.

O motivo das críticas

Originalmente, Logan foi para a floresta de Aokigahara com os amigos e um guia para falar dos aspectos assustadores do local. Porém, muitos fãs criticaram o youtuber porque o tema é pesado e exige respeito e cuidado — inclusive porque a maioria do público dele é formada por crianças.

No momento da filmagem, Logan e os amigos até falam rapidamente que suicídio é algo sério e que é preciso buscar ajuda se você está passando por momentos difíceis. Porém, exibir o cadáver de perto e fazer piadas em outros momentos da postagem foram considerados atos “desrespeitosos” e “nojentos”.

Até a roupa de Logan foi alvo de xingamentos, pois ele não teria levado o local a sério com vestimentas espalhafatosas e um chapéu engraçado. 

Além disso, segundo as críticas, ele teria abordado mal um tema como o suicídio e brincar com as situações que poderia encontrar por lá.

O que ele respondeu?

Logan publicou uma carta de desculpas em seu perfil do Twitter e removeu a postagem do YouTube. Entretanto, alguns canais já subiram novamente o clipe — e as imagens são de fato bastante fortes. Confira a tradução da mensagem na íntegra:

“Querida internet. Por onde eu começo? Vamos começar assim: me desculpem.

Isso é inédito para mim. Eu nunca encarei críticas como essas antes, porque eu nunca tinha feito um erro como esse antes. Estou cercado de boas pessoas e acredito que tomo boas decisões, mas ainda sou um ser humano. Eu posso estar errado.

Eu não fiz isso por visualizações. Eu já tenho visualizações. Eu fiz isso porque achei que poderia criar uma onda positiva na internet, não uma monção de negatividade. Eu queria trazer conscientização sobre o suicídio e sua prevenção e, enquanto em pensava ‘se esse vídeo salvar UMA vida, ele vai valer a pena’, fui mal direcionado pelo choque e espanto, como mostrado no vídeo. Eu ainda estou assim.

Faço essas m***** todos os dias. Fiz vídeos de 15 minutos ABSOLUTAMENTE TODOS OS DIAS pelos últimos 460 dias ou mais. Dá para compreender que é fácil ficar focado em um momento sem pesar completamente as suas ramificações.

Sou frequentemente lembrado de quão grande e verdadeiro é o meu alcance e que como grandes poderes vêm grandes responsabilidades. Pela primeira vez na minha vida, estou arrependido e digo que lidei com esse poder incorretamente. Não vai acontecer de novo.

Eu amo vocês todos. Acredito nas pessoas. Estou saindo. Paz.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 4 =

%d blogueiros gostam disto: